O compilado dos lançamentos de 2014

fonte da imagem
Durante esse ano eu fui fazendo playlists dos lançamentos de cada mês, como vocês puderam ver em alguns posts. Eu acabei deixando passar alguns meses, mas né, ninguém é de ferro. Eu gostei muito de fazer essas playlists dos lançamentos de cada mês porque elas me deixavam mais antenada no que estava acontecendo, e principalmente porque eu tive todos os lançamentos reunidos em um lugar o que é muito importante para mim que escrevo sobre música. Bem, como o ano acabou eu decidi reunir todas essas playlists num post só, para quem perdeu alguma e tiver interesse. São todas feitas no Spotify, porque se você for um usuário premium pode baixar as playlists no celular, o que é muito mais legal! Então vamos as playlists! PS.: Eu não fiz dos meses de janeiro e fevereiro, porque foi só em março que eu tive essa ideia.

Março & Abril



Vou destacar uns bons lançamentos para você ouvirem, porque ninguém consegue ouvir tudo. De março os que eu destacaria são o Supermodel do Foster The People, que contornou a maldição do segundo disco, que tendem a ser um fracasso, Supermodel é muito bom mesmo! Não chega a altura do primeiro disco, mas está quase lá. Benji do Sun Kil Moon também é um bom destaque, com sua sensibilidade tocante que deixa qualquer um a ponto de chorar. Outro que eu quero destacar é o Lost In The Dream do The War On Drugs que possui uma das melhores canções desse ano: Under The Pressure. Agora, de Abril eu queria que vocês escutassem o Built On Glass do Chet Faker que abalou geral com seus experimentalismos loucos.

Maio & Junho


Maio também teve vários lançamentos muito bons como o Turn Blue do The Black Keys. Muita gente apedrejou o disco, mas eu vou dizer: o pessoal esperava o mesmo blues rock comercial do El Camino, e não foi isso que encontraram. Os caras voltaram as suas origens e fizeram aquilo que gostavam sem preocupação em vender milhões. Outros dois que nada tem haver um com o outros, mas que chamaram a minha atenção nesse ano foram o Luminous do The Horrors e o Are We There da Sharon Van Etten, o primeiro que continuou com a sonoridade do The Horrors, que seria uma mistura de garage rock com punk, já o segundo seguiu a linha fofa e calma da Sharon Van Etten. De junho eu tenho para indicar o Lazaretto do Jack White, que na minha opinião é o segundo melhor disco desse ano, a lista você pode ver aqui. Outro muito legal para se ouvir, caso você goste de um garage rock com cara de lo-fi (baixa fidelidade sonora), é o Sunbathing Animal do Parquet Courts, que surgiu esse ano e parece ser mais uma dessas bandas relâmpagos (se eu estiver errada podem me bater, mas creio não estar), apesar disso, eu acho que vale a pena ouvir e curtir! o 48:13 do Kasabian também é uma boa pedida, eu sou fã da banda, então sou meio suspeita para falar, mas muita gente concorda que esse disco entra nos top 10 do ano. Por último, eu indico o Salad Days do Mac DeMarco que se você gosta de psicodelismo e etc, vai adorar o disco.

Julho & Agosto


Um que eu indico muito, porque apesar de ser uma banda bem novinha e sem muita experiência, o disco me agradou muito, é o homônimo ao nome da banda, Alvvays, que de tanto eu indicar aqui, vocês devem estar cansados de ouvir falar. Outro de julho que eu gostei muito mesmo é o Wanted On Voyage do George Ezra, que também é o primeiro disco do cara, mas já conquistou muitos. O vozeirão desse cara mistura uns tons de blues e jazz com folk e criou um resultado muito legal! Já de agosto eu queria indicar oura banda novinha, o disco é o Lacuna do Childhood, que segue essa tendência psicodélica de várias outras bandas atuais. Muita gente conhece o Angus and Julia Stone pela música Big Jet Plane, que é realmente muito lindinha, mas eu recomendo muito ouvir mais do trabalho deles, como o homônimo Angus & Julia Stone, que continua com essa áurea romântica típica da banda. Para indicar um brasileiro, vou dizer o O Terno que lançou outro disco fenomenal com o mesmo nome da banda, ouve que essa vale a pena mesmo! Eu queria indicar tantos, mas eu vou me segurar e indicar só mais um. O também homônimo Royal Blood que segue uma linha mais pesada de garage rock, meio hardcore, mas que é muito bom mesmo!

Setembro & Outubro


Começamos setembro com uma grande lançamento! Todo mundo já falou dele, inclusive eu mesma já citei diversas vezes, mas vale repetir para aqueles que ainda não ouviram. A Banda do Mar nos presenteou com seu primeiro disco tão esperado e que agradou muita gente. Outro muito gostosinho de ouvir é o sensível Crush Songs da Karen O, que me encantou muito. Agora, para aqueles que gostam de algo mais eletrônico, meio Lorde wannabe, temos a Banks com o Goddess. E depois de anos na inatividade, tivemos a volta do Interpol com o genial El Pintor, que eu recomendo muito também. Já de outubro, eu queria repetir que todos devem ouvir o ...And The Star Power do Foxygen, que eu sou suspeita para falar, pois eu amo a banda. Agora vou indicar um de rap que também está entre os melhores discos do ano para muita gente, que é o You're Dead do Flying Lotus. Além do rap, há muito experimentalismo no disco, o que o torna bem diferente, por isso foi tão comentado.

Novembro & Dezembro


Depois de tantos discos extremamente bons, parece que novembro e dezembro deu uma acalmada. Apesar de ter tido uns lançamentos de peso como o do Pink Floyd e o do Foo Fighters, eu não vou falar deles. Queria dar destaque apenas ao Convoque Seu Buda do Criolo, que assim como o do Flying Lotus, não é um disco simples de rap, ele faz um compilado de várias sonoridades brasileiras e ainda apresenta assuntos recorrentes da nossa realidade.

Whatsup? #9


Eu fugi, mas voltei! Ah férias né gente? É que acumulou as segundas fases dos vestibulares e mais minha viagem pra praia, por isso eu fiquei esses dias sem postar, mas eu voltei! Como eu tirei muitas fotos novas decidi fazer um whatsup novo! Espero que gostem e me contem como foram as férias de vocês!


Uma leve overdose de Sid como sempre. Não existe meu blog sem um pouco da sua ilustre presença!


Essas foram as aquarelas que eu fiz nesse meio tempo. Ganhei um kit de aquarela de natal, então eu ando me divertindo. Ainda estou aprendendo técnicas e aprimorando meus desenhos, mas eu tenho gostado bastante do resultado. Fiz um post sobre aquarelas, mostrando o processo de alguns desenhos, você podem conferir aqui.


No meu natal eu ganhei um kindle e um kit de aquarela, como vocês podem ver nas fotos. Estou adorando os dois, estão se tornando muito úteis. Mesmo eu gostando muito dos livros físicos, o kindle é muito mais fácil de carregar, principalmente porque eu gosto de ler no ônibus, então se tornou muito mais prático do que ficar carregando um peso maior na bolsa. Também me encorajou de ler As Crônicas de Gelo e Fogo, porque uma das coisas que me impediam de comprar era o tamanho dos livros, que eu não tenho mãos que aguentem aquele peso por mais de 10 minutos.


Minha Sampa está fazendo 461 anos hoje! Por isso fiz uma pequena homenagem a minha cidade querida com umas fotos das minhas andanças recentes. A primeira é na praça Benedito Calixto, onde essa bandinha estava tocando. A segunda é num sebo na Teodoro Sampaio, que por sinal é enorme, sério, fiquei impressionada. A terceira é o MASP na Av. Paulista, cartão postal da cidade, assim como a ponte da quarta foto, a ponte estaiada.


Por fim, estou terminando de ler As Virgens Suicidas que eu queria tanto! Comprei pelo Kindle para eu ler na praia e foi muito bom. A história é muito boa, melhor que o filme, que eu também adoro (um dos únicos que eu gosto da Sofia Coppola, desculpa, fico entediada nos filmes dela). Faz algum tempo, mas dia 8 de janeiro foi aniversário do rei supremo da vida, meu David Robert Jones, mais conhecido como David Bowie! No instagram fiz essa homenagem a ele.

Um Mundo de Aquarela


Eu ganhei de natal um kit de aquarela do meu pai, desde então eu venho apaixonada pela coisa. Já tentei fazer várias coisas, mas ainda estou aprendendo as técnicas. Eu sempre gostei de artes, de qualquer tipo, dança, teatro, cinema, música, pintura, escultura, enfim, eu já tentei fazer de tudo. Não que eu não tenha fracassado em tudo, o que eu quis dizer é que eu gostei de experimentar várias coisas para saber o que eu realmente amo. Eu espero que a aquarela continue na minha vida, assim eu aperfeiçoo cada vez mais a minha técnica! Bom, eu vim aqui mostrar alguns desenhos que eu fiz, falar um pouco do processo, do que eu aprendi até agora e incentivar todo mundo a pintar com aquarela porque é muito legal!


Eu adoro desenhar olhos. Se você pegar meus livros e cadernos de escola, vai ver um desenho de olho em cada página. Isso porque quando eu era mais nova gostava de desenhar mangás, o que resultou na minha paixão por olhos (e no fato de que eu só sei desenhar pessoas com traços de mangás). Vendo alguns desenhos no pinterest, achei um tutorial muito legal para desenhar esse olho com "lágrimas" ou melhor tinta escorrida. Bom, primeiro eu desenhei a lápis o olho, depois eu misturei um bege com branco para fazer esse tom de pele e com essa cor eu contornei todo o olho. Agora eu não lembro com que cor eu fiz os sombreados da pele, mas se não me engano eu misturei um pouquinho de marrom na mistura de bege e branco. A aquarela é legal porque a cor dela muda a cada pincelada, então não se decepcione quando o desenho não ficar uniforme, essa é a intenção. Depois eu parti para a pupila e pintei de preto, e fui misturando mais água para que ele ficasse mais cinza para fazer a íris. E acho que essas foram as partes mais difíceis, o resto eu só pintei e usei uma cor só. A lágrima eu fiz de azul claro e com o próprio pincel eu puxei para baixo a tinta. 


Esse eu me inspirei numa fotografia de Salvador, na Bahia. Primeiro eu desenhei as casas a lápis. Para pintar eu comecei pelo céu, em que eu misturei azul claro com branco e percorri com um pincel chato toda a extensão, na horizontal. Depois eu pintei o chão, que era a parte mais chata. Nele eu fui batendo com o pincel para cobrir tudo, não me importei que não fiquei uniforme, porque eu já sabia que não ficaria. As casas eu pintei normalmente, sem misturar nenhuma cor. Depois pintei os detalhes, como as janelas, as portas, o telhado, as colunas. Para finalizar, eu contornei com caneta preta fina, sem me preocupar em parecer reto, a intenção era ficar meio tortinho, e fiz alguns detalhes de profundidade nas janelas, as varandas e os enfeites nas portas.


Esse também foi inspirado numa foto, só que essa fui eu que tirei. São cerejeiras em agosto! O Primeiro passo foi pintar o céu. Eu queria que eu ele ficasse bem transparente, por isso misturei azul claro, branco e muita água. Com pouca tinta deu para cobrir toda a folha. Uma coisa importante na aquarela é pintar as cores mais claras primeiro e as escuras depois, porque se você fizer ao contrário, o desenho fica borrado. Para as flores eu fiz vários tons de rosa, com dois tipos de vermelhos e branco. A verdade é que, como eu falei, a cor da aquarela muda toda a hora, e eu tentava conseguir o mesmo tom de antes, ai eu pegava mais vermelho e branco, só que eu peguei o tom errado de vermelho e saiu um rosa totalmente diferente. Tentei consertar e as cores foram ficando cada vez mais distintas, mas acabou que esse foi o diferencial no desenho, as várias tonalidades. Eu pintei primeiro um rosinha mais claro, e não me preocupei em fazer exatamente formatos de flores. Algumas eu até fiz, mas foram naquelas maiores, as pequenas eu fiz leves batidinhas, puxando de fora para dentro. A cada rosa mais escuro que eu fazia, eu pintava o miolo, e para finalizar, eu peguei um marrom e fiz bem pequeno o centro, para parecer com mais profundidade. Para finalizar eu peguei um amarelo para desenhar as anteras. Depois, com o mesmo marrom do miolo, eu fiz os galhos, só arrastando o pincel pela folha, e fazendo-os mais redondinhos. Usei um pincel mais pontudo, porque só com a pontinha dele eu fazia os galhos menores.


Playlist: Melhores do ano


2014 foi um ano muito produtivo, eu gostei muito dos discos lançado esse ano. Claro que tiveram os que eu mais gostei, isso vocês podem ver no post de top 10 discos de 2014. Bom, em homenagem a esse ano que foi tão lindo (musicalmente, claro, porque a vida continuou um cocozinho) eu fiz uma playlist com as melhores músicas, na minha opinião, claro. Espero que gostem!



Um ano em posts: Melhores posts

O ano acabou! E nada melhor do que relembrar os melhores posts do blog. Por isso, eu reuni as minhas tags favoritas daqui para formar um post cheio de conteúdo legal para relembrar esse grande ano! Foi uma ano muito produtivo para o blog, e tomara que 2015 também seja. Eu aposto que sim, porque eu tenho muitas ideias para o bsides! Espero que gostem!

3 Filmes




Eu adoro fazer essa tag! Esse ano não foi recheado de filmes, mas assisti uns muito bons. O primeiro link eu postei recentemente, então para quem acompanha o blog deve ainda estar fresco na memória. O segundo link não tem tema, foram alguns ótimos filmes que assisti aleatoriamente. Já o terceiro é específico de algumas comédias antigas do cinema mudo que eu curti muito, com direito a Chaplin.

Isto não é uma resenha




Esse ano eu até que li bastante, já que não estava presa nos livros da escola, mas tive que reler alguns que caiam nos vestibulares. Apesar disso, eu li uns livros muito bons, outros nem tanto, mas isso faz parte. Clicando nos livros vocês podem ler a minha pseudo-resenha (eu chamo de pseudo porque eu gosto mais de falar a minha opinião de uma forma mais informal). Eu li uns 20 livros esse ano, o que eu achei produtivo se tratando de mim, a leitora mais lerda do universo. Nas resenhas vocês vão ver títulos que eu amei, como Vidas Sem Rumo, O Sol é Para Todos e O Apanhador no Campo de Centeio, e outros que não me apaixonei nem um pouco como Quem é Você Alasca, Bonsai e os do Fitzgerald.

Conheça




Esse ano também foi cheio de novas descobertas! Uma melhor que a outra! Muita gente boa surgiu como o Chet Faker, Alvvays e o St. Paul & The Broken Bones. Indico muito esses três! Houveram outras descobertas, mas eu decidi reunir as melhores nesse post.

Playlists




Quanta playlist, meu bom jesus. Não me lembrava nem da metade! Qualquer dia eu paro e ouço todas (: Dá para perceber o quanto eu adoro fazer playlists, né? Se você quiser uma de presente, ainda está rolando o Natal das Playlists! Participe!

Whatsup?



4 / 5 / 6 / 7 / 8

Bom, o whatsup, para quem não me acompanha, seria uma série de posts com as fotos do meu instagram, para dizer o que eu andei fazendo.

Bom, esse foi meu ano em posts! Espero que tenham gostado! Como foi o ano de vocês?

TCHAU 2014: uma retrospectiva do ano!

Bom, esse ano foi bem importante para o blog! Ele cresceu bastante depois de um tempo desativado, mas no começo do ano eu decidi voltar com tudo e foi muito gratificante, cada post, cada comentário, cada pessoa que eu conheci na internet, tudo foi muito bom para o blog! Já na minha vida pessoal, não foi lá um ano sensacional, mas eu gostei bastante, apesar dos pesares (leia cursinho). Esse ano foi difícil porque passei por uma rotina intensa de estudos, tanto que tive que abandonar o blog por uns dois meses, mas mesmo assim, consegui me divertir, sair e relaxar de vez em quando. Essa vida louca de vestibulando ainda não passou, ainda tenho que enfrentar a segunda fase dos vestibulares que será só em janeiro, mas a maior parte já passou e isso já é um alívio. Sei que fiz meu melhor e agora é só continuar a estudar e relaxar. Enfim, esse post faz parte do projeto fotográfico do Rotaroots, o melhor grupo de blogueiros dessa interwebs, em que eu tenho que escolher 12 fotos, uma para cada mês, então vamos lá!


Janeiro: O ano começou com uma viagem para o Balneário Camboriu, um lugar maravilhoso!
Fevereiro: Esse mês eu ganhei um presente, quase que um filho, meu gato Sid. Ele já está com mais de um ano agora, mas me lembro como se fosse ontem a festa que ele fez aqui em casa no começo. Ele é a coisa mais linda, gostosa, fofuxa que existe, mesmo sendo um gato encapetado, fujão e folgado, eu amo muito.


Março: Foi o mês que começou minhas aulas no cursinho. Eu sei, vocês devem estar pensando "o que um sagui tem haver com cursinho?" Pois é, mas meu cursinho é o único que tem uma mata com saguis e tucanos, vantagens de se morar na roça. 
Abril: Aconteceu o Lollapalooza 2014! Foi muito legal! Mesmo eu tendo me perdido de todo mundo (eu fui com umas 15 pessoas e consegui me perder), no final deu tudo certo e consegui ver muitos shows sensacionais como o do Capital Cities, do Selvagens a Procura da Lei, Vespas Mandarinas, Cage The Elephant, Muse, Phoenix e principalmente Arcade Fire, o melhor show daquele festival, o único show que me fez chorar de verdade.


Maio: Aconteceu um encontro com o pessoal do meu terceiro ano (me formei ano passado) e foi muito bom reencontrar todo mundo! Apesar de ter sido um ano bem difícil, eu sinto saudades.
Junho: Não há muitas fotos do meu junho, então só coloquei uma do Sid dormindo que eu achei muito fofa. Ele só faz isso de dia, ai de noite ele vira o capeta e ai você tem que tomar cuidado. Para ser mais fiel eu deveria ter colocado uma foto de livros, porque eu estava estudando igual uma cabrita no parto (não sei se isso fez sentido, mas eu quis dizer que estava estudando muito)


Julho: Fiz uma viagem com meus amigos para a Ilhabela, que foi uma das melhores viagens que eu já fiz! Foi divertidíssimo!
Agosto: Nesse mês, as aulas do cursinho já tinham voltado e eu continuei na luta eterna com os livros, mas claro que eu sai um pouquinho. Essa banda era de um festival de jazz e blues da rádio Eldorado que foi super legal!


Setembro e Outubro: A partir dai que eu comecei a sumir da vida. Fui sugada pelos estudos e pelo trabalho, ai eu esqueci completamente de viver (mentira), mas essas fotos são do templo budista Zu Lai que fica em Cotia. Lá é um lugar lindo! Eu tirei tanta foto que nem consegui postar todas que eu queria, porque eram todas muito lindas e eu queria postar todas!


Novembro: Como eu comecei a ficar estressada com tudo, com a vida, com o cursinho, com as pessoas, com os estudos, enfim, eu comecei a fazer umas colagens para passar o tempo. Essa foi uma que eu gostei muito! Fiz um post sobre isso aqui.

Dezembro: E por fim! Uma selfie (como haviam pedido no grupo do Rotaroots para fechar com uma selfie). Isso é lá no Butantã Food Truck Park! Um lugar super legal para comer, mas eu fui num sábado na hora do almoço e estava totalmente lotado, mesmo assim, consegui pegar um hambúrguer delicioso. 

Bem, então essa sou eu no final desse ano: Cansada de estudar, mas aliviada por ter passado na primeira fase dos vestibulares que eu mais queria. Continuo a estudar só que num ritmo mais lento porque eu estou esgotada, só enquanto as segundas fases não chegam. Enfim, meu ano finaliza incompleto e com as incertezas de um vestibulando. Como será meu ano que vem? Só Alá sabe, mas eu gostaria que fosse matriculada numa universidade pública de preferência. Desejem-me sorte porque a saga de 2014 não acabou.








Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!